junho 16, 2024
InícioAmazonasVereadores da base de Bi Garcia "rasgam" o Regimento Interno da Câmara...

Vereadores da base de Bi Garcia “rasgam” o Regimento Interno da Câmara para barrar instalação da CPI da Água

Publicado em

Na manhã desta quinta-feira, 6, a Câmara Municipal de Parintins foi palco de uma intensa disputa. De um lado, vereadores da oposição que tentaram defender o povo, instalando e formando uma composição imparcial de membros da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI).

Do outro, parlamentares que compõem a base do prefeito Bi Garcia, que tentaram ocupar os principais cargos da comissão e, assim, impedir o andamento da investigação sobre os fatores que levaram a contaminação de 22 dos 26 poços artesianos que servem à população.

A CPI somente foi formada porque vereadores da oposição conseguiram um terço das assinaturas: cinco dos 13 vereadores que compõem a Câmara assinaram o requerimento em favor da instalação da Comissão Parlamentar de Inquérito: Brena Dianná (UB), Massilon Cursino (PSB), Márcia Baranda (UB), Flário Farias (UB) e José Tupinambá (PP), mais conhecido por Babá.

Embora, desde 2005, todos os laudos laboratoriais apontem a contaminação da água, parlamentares da base do prefeito Bi Garcia, os vereadores Cabo Linhares, Vanessa Gonçalves, Mateus Assayag, Alex Garcia, Telo Pinto, Tião Teixeira, Fernando Menezes e Naldo Lima recusaram-se a assinar o documento de instalação da CPI. Tentaram impedir a investigação que pode levar a identificação dos motivos e resolução do problema que tem afetado duramente a população da ilha Tupinambarana.

“Tapetão”

Como a base do prefeito não conseguiu barrar a instalação da CPI, já que a oposição seguiu todo o rito protocolar, nesta quinta-feira, 6, tentou ocupar os dois principais cargos. A comissão é composta por presidente, relator e membro.

O União Brasil indicou a vereadora Márcia Baranda; o PSD, o vereador Mateus Assayag; e o MDB, a vereadora Vanessa Gonçalves. O presidente Alex Garcia tentou forçar um consenso no sentido de dar a presidência da CPI da Água para Mateus Assayag, a relatoria para Vanessa Gonçalves e deixar Márcia Baranda, a única vereadora dos três que assinou o pedido de criação da CPI, como apenas membro da comissão.

As discussões foram intensas sobre a manobra da situação para se apropriar dos principais cargos e, assim, impedir o trabalho da CPI. O vereador Flávio Farias chegou a sugerir que a base do prefeito escolhesse entre a presidência e a relatoria, deixando o outro cargo para Márcia Baranda, mas não teve a sugestão acatada.

Ao longo dos embates que duraram quase duas horas, as pessoas que lotaram a galeria para acompanhar a sessão extraordinária se manifestaram positivamente quanto aos pronunciamentos dos vereadores da oposição e criticaram duramente a base do prefeito, chegando a vaiar Mateus Assayag e Telo Pinto. O presidente Alex Garcia, para impedir o povo de se expressar, chegou a ameaçar de pedir a retirada dos que acompanhavam a sessão presencialmente, mesmo sendo a Câmara a casa do povo.

Sem consenso, o presidente Alex Garcia encerrou a sessão abruptamente logo após determinar que os três membros da comissão – Márcia Baranda, Mateus Assayag e Vanessa Gonçalves – façam uma reunião interna para entrar em acordo quanto ao cargo que cada um vai ocupar na comissão.

Foto: Divulgação 

Últimos Artigos

Deputados autorizam mais de R$ 85 milhões em créditos adicionais para o Governo de Rondônia

Em sessão extraordinária realizada nesta sexta-feira, 14, a Assembleia Legislativa de Rondônia (ALE-RO) autorizou...

Alex Redano anuncia R$ 16 milhões para pavimentação de Ariquemes, administrada por Carla Redano, esposa dele

O deputado estadual Alex Redano (Republicanos) anunciou na última quinta-feira, 13, a destinação de...

Governador Wilson Lima faz entregas de mais de R$ 1 milhão para os setores rural e social de Manicoré

O governador Wilson Lima fez a entrega de duas toneladas de alimentos como macaxeira,...

Em Alto Alegre, Governo de Roraima reinaugura Ginásio Poliesportivo Passarinho

O Governo de Roraima, por intermédio da Seed (da Secretaria de Educação e Desporto),...

Mais como este

Deputados autorizam mais de R$ 85 milhões em créditos adicionais para o Governo de Rondônia

Em sessão extraordinária realizada nesta sexta-feira, 14, a Assembleia Legislativa de Rondônia (ALE-RO) autorizou...

Alex Redano anuncia R$ 16 milhões para pavimentação de Ariquemes, administrada por Carla Redano, esposa dele

O deputado estadual Alex Redano (Republicanos) anunciou na última quinta-feira, 13, a destinação de...

Governador Wilson Lima faz entregas de mais de R$ 1 milhão para os setores rural e social de Manicoré

O governador Wilson Lima fez a entrega de duas toneladas de alimentos como macaxeira,...